Restituição aumentada no imposto de renda: dicas sobre o tema

ANÚNCIOS

Todos os anos, você já sabe o que tem que fazer para conseguir a restituição. Declarar o imposto de renda (IR) é um desafio, em certos momentos: organizar as contas, ver o que deve ser colocado, entre outras tarefas pode deixar tudo frustrante. Mas, existem formas de deixar o IR mais leve. Com cuidado, você consegue deixar os encargos menores e até aumentar o valor que você vai receber.

A cobrança do IR surge da necessidade de verificar os valores que as pessoas devem ou que tiveram além do esperado. Assim, tanto os ganhos como os gastos são mostrados à Receita Federal, cujo papel é fazer um ajuste no valor do imposto pago. A mudança, realizada anualmente, é feita no começo do ano.

Depois, o valor que o governo consegue com os impostos tem um investimento na sociedade. Em tese, essa quantia vai para áreas como educação, segurança e também vai para medidas econômicas, como geração de emprego. Ainda assim, alguns sentem uma dor no bolso ao terem que lidar com o IR. Neste artigo, você vai ver como o imposto de renda pode ter o valor reduzido.

Restituição; tela com o sistema da Receita Federal
É possível que as pessoas consigam declarar imposto com menos peso nas contas. Foto: Reprodução.

Restituição: como ver os gastos com possibilidade de dedução

Existem formas para declarar imposto sem ir contra lei e, ao mesmo tempo, pagar menos IR? Sim. Os gastos com saúde, por exemplo, são um dos valores que podem deixar o tributo devido a Receita Federal menor. Além disso, a declaração simplificada pode oferecer um alívio também, com diminuição em 20% do valor total para pagar aos cofres públicos e, com isso, a restituição fica maior.

A dedução das despesas em geral só acontece na declaração completa. Assim, se você consumir vários tipos de serviço ou produtos que podem ter dedução, é viável a versão total. Dessa forma, você precisa pensar: “o que foi gasto e pode ser descontado é maior que o total que devo de IR?”. Em caso positivo, junte todos os comprovantes dos gastos dedutíveis e declare na íntegra. Confira, abaixo, alguns desses gastos:

restituição
Alguns gastos podem diminuir as contas que você precisa pagar ao IR. Foto: Viver de Contabilidade (Facebook)/Reprodução.

Outra maneira de reduzir o IR é pagando o imposto além do que você já deve. Portanto, a Receita Federal tem obrigação de devolver o valor que passou além do que você já devia, e essa quantia terá o depósito feito na conta que você usa. Assim, você deve ficar atento ao calendário da devolução, pois ele é feito em lotes determinados pelo governo.

Como reduzir o IR a partir de gastos específicos

Como foi mostrado antes, as pessoas tem direito a ter descontos no IR para alguns tipos de despesa, ganhando mais com a restituição. Previdência privada, alugueis, gastos com saúde são algumas delas. Porém, em certos casos, se o gasto não for diretamente relacionado com algum serviço, como compras de notebooks ou atividades esportivas, ele não pode ser deduzido do imposto.

Com a aposentadoria própria, é possível diminuir o custo do IR. Na previdência privada, as pessoas contribuem e recebem um montante, que passa a render e ser pago em parcelas mensais ou, se a pessoa preferir, os valores tem o recebimento feito por inteiro. Contudo, o desconto no tributo só é possível se a previdência estiver na categoria Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e não com a modalidade Vida Gerador de Benefícios Livre (VGBL). Tendo optado por deduzir com o PGBL, o valor que pode voltar para a pessoa cresce, mas desde que o valor seja de até 12% da renda de todo o ano.

Diferentemente, a educação tem outras regras. Só os gastos com os diferentes níveis de ensino (infantil, fundamental, médio, superior etc.) tem a garantia de deixar o tributo menor. Cursinhos e aulas de artes, dança, esporte, entre outras, não tem como diminuírem o valor total do IR devido.

Em relação à saúde, as consultas com médicos em geral aliviam as contas. Isto é, ir ao dentista, ao fisioterapeuta, ao fonoaudiólogo, ou a qualquer médico de alguma especialidade vai deixar o valor total que vai ser pago à Receita Federal menor. Mas exames de DNA, gastos com medicamentos ou mesmo ir ao nutricionista não tem o mesmo efeito.

Extra: veja como abater o IR com o aluguel de imóveis

Caso você tenha casas, apartamentos, espaços comerciais, áreas para escritório e similares que possuem aluguel, fique atento. É possível também reduzir o IR com esse tipo de renda fixa. Uma das possibilidades para obter uma redução é contar com a comissão do imóvel, que é responsável pelo lugar alugado. Isso tem validade garantida, já que o lucro conta como valor recebido do aluguel

Ademais, taxas como Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) e condomínio também tem garantia de deixar a conta final mais reduzida e crescer a restituição. Para isso, coloque esses gastos como “pagamentos efetuados”.

Por último, há também a redução caso você seja cônjuge. Os casais que dividem aluguel podem reduzir o IR, declarando o imposto separadamente. Ainda, em vendas de imóveis, o desconto é permitido, com alíquota de 15% sobre o lucro.